A segunda peça da trilogia de pesquisa da Tô em Outra Cia. de Teatro sobre Teatro Grego e Periferia, Guerra de Papel – uma tragédia urbana musical é o novo espetáculo do grupo de repertório do Jaguaré, na zona oeste de São Paulo.

A temporada acontece entre 9 de setembro e 1º de outubro na Sala Carlos Miranda – Complexo Funarte São Paulo.

Em Guerra de Papel a Tô em Outra Cia. de Teatro – sempre na estética do teatro musical – transporta o mito de Antígona para a contemp oraneidade e retrata o luto.

A reflexão proposta passa pelo precário ensino público brasileiro e o genocídio dos negros, principalmente em escolas periféricas, consequência do combate entre polícia e traficantes.

Na primeira peça da trilogia, (Das Ruas, um Orfeu de Mochila) o grupo adaptou o mito de Orfeu e Eurídice para os tempos atuais, celebrando o amor.

Guerra de Papel – uma tragédia urbana musical Foto: Jefferson Pancieri

Sinopse

Contornado pelo mito de Antígona, a peça trata da tragédia que ocorre todos os dias nas periferias do Brasil, das balas encontradas em corpos e corpos perdidos. Guerra de Papel é a luta para se ter uma identidade. “Se nascemos, se temos nossas certidões, por que querem nos tirar e entregar uma certidão de óbito? Apagar nossos nomes, nossas histórias, é uma guerra para nos mantermos vivos.”

Serviço

Guerra de Papel – uma tragédia urbana musical
De 9 de setembro a 1º de outubro
Complexo Funarte SPSala Carlos Miranda – Alameda Nothmann, 1058 – Campos Elíseos, São Paulo
Sexta e sábado às 20h; Domingo às 19h e uma sessão extra dia 29/09, quinta, às 20h
Ingressos: Inteira: R$ 60,00 e Meia-entrada: R$ 30,00.
Vendas pelo Sympla e bilheteria presencial abre com uma hora de antecedência, forma de pagamento somente em dinheiro.
É exigido comprovante de vacinação na entrada do teatro. Ou comprovante de teste de COVID realizado com 48h de antecedência.

Você também pode gostar

Subscribe to our newsletter!

Foto: Jefferson Pancieri

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.