O mercado fonográfico brasileiro, é uma das maiores indústrias da música mundial. Somos o segundo maior mercado consumidor do mundo e atualmente com os avanços e consolidação das plataformas de streaming como Spotify e Deezer, exportamos nossos artistas e suas músicas para o mundo todo, sem a necessidade de sair do Brasil.

Como toda grande indústria que movimenta a quantidade de dinheiro que a música e o entretenimento movimentam mundialmente todos os anos, as gravadoras e quem detém maior capital monetário, tem seus artifícios para agilizar o alcance de seus artistas agenciados, mas e os outros talentos e milhões de artistas que estão na indústria? Como descobrimos seus lançamentos?

Parece que já virou uma tradição aqui no Cansei De Ser Pop (CSP), por isso selecionamos 10 artistas brasileiros — com canções em língua portuguesa e como o país é enorme colocamos diversos estilos — para vocês conferirem e adicionarem em suas playlists de mais queridas.

Temos certeza que em alguma canção da nossa seleção, você vai se viciar!

10 artistas brasileiros para ouvir em Outubro/22

Tio Alberto

Banda Tio Alberto – Foto: Divulgação

Gênero: Pop – Rock/Punk
País: Brasil – São Paulo

Formada pelos músicos: Rodrigo Luiz Barone (guitarra e vocal), Leonardo Palma (vocal e guitarra), Samuel Castro (baixo e vocal) e o baterista Lucas Trevelin.

O Pop-Rock do “Tio Alberto” foi um achado mais que especial no rock nacional. Com músicas cheias de letras contestadoras (base do rock in roll) e muitos arranjos elaborados com vocais masculinos afinadíssimos, a única frase que pensamos foi: VIVA O ROCK BRASILEIRO!

A banda paulistana, acabou de lançar seu primeiro EP, intitulado “Enfim“, com 6 faixas: “Não Adianta”, “Deixa Estar (Etelvina)”, “Juízo Final”, “Navegador”, “Pequena Onda” e “Sem Você”.

Célio Mattos

Célio Mattos – Foto: Reprodução

Gênero: MPB – Clássicos
País: Brasil/França

O músico Célio Mattos tem as mais versáteis bagagens e conhecimentos musicais.

Sua jornada começa em 1970, entre o Rio de Janeiro e São Paulo e segue pelo mundo desde 1987, quando se mudou para a França.

Apesar dos muitos anos vivendo fora, suas canções em especial a faixa: “Tanto“, abordam com profundo conhecimentos dos estilos musicais brasileiros, suas vivências e carinho pelo litoral de São Paulo.

As composições de Célio Mattos e sua produção musical, vão lhe deixar completamente submersos nos arranjos dos instrumentos de sopro, violão e vocais refinados.

Tanta cor, tanto sol em Caraguatatuba…

Louise

Cantor Caco Mendes – Foto: Divulgação

Gênero: Jazz – Pop 
País: Brasil – Florianópolis, SC

A cantora Louise Enriconi, de Florianópolis (SC), explora as diversas possibilidades de misturas do lúdico em suas composições, com referências de jazz pop que combinam com a estrutura de canções do Teatro Musical.

A canção “Marés“, soa como um grande hit que acabou de sair de um grande musical da Broadway, só que em português.

Uma faixa ousada, bem produzida, com afinação perfeita e arranjos bem elaborados.

Não vai demorar muito os produtores de teatro musical no Brasil vão descobrir seu talento, aí vamos ver um verdadeiro musical brasileiro com estrutura de Broadway e não o contrário como acontece no circuito dos musicais no eixo Rio-São Paulo.

Caco Mendes

Cantor Caco Mendes – Foto: Divulgação

Gênero: MPB – Samba – Jazz
País: Brasil – Rio De Janeiro

Os ritmos musicais como: Samba, Jazz, MPB e até um toque de Bossa Nova nunca foram tão bem trabalhados em uma mesma canção.

O cantor-músico Caco Mendes é uma verdadeira fábrica de músicas boas e cheias de referências dos nossos maiores orgulhos da música brasileira.

A canção “Morena Má” é a maior prova disso. O hit está pronto e disponível para o mundo todo.

Mesmo com o avanço das plataformas de música, e a maior parte da renda

dos artistas da música mundial, vindo de shows e licenciamentos, as rádios — sim, elas mesmo! — ainda são grandes responsáveis pela divulgação e impulsionamento de um artista/música.

Com a queda no consumo das rádios, ao invés de desvalorizar, isso teve um efeito contrário. A audiência ficou mais segmentada e gerando mais valor dessa audiência.

Então, se já era difícil para um músico entrar na programação, imagina agora?

Ao ouvir “Morena Má” pela primeira vez, o único pensamento foi: Por que essa música ainda não toca na Nova Brasil FM, ou na Alvorada FM de Belo Horizonte?

Quem perde são eles! A faixa está nas nossas playlists.

5 artistas para incríveis para ouvir e
ficar de olho na carreira!

Pfink

Pfink – Foto: Divulgação

Gênero: Pop – Eletrônico
País: Brasil – Feira de Santana/Bahia

O músico Pfink, codinome para Antônio Augusto Faria, explora todas diversas referências em sua nova faixa “Pisadeira

Pfink, viralizou com hit “Cachaça” que alcançou o topo da parada Viral 50 do Spotify e o clipe alcançou a marca

de 3 milhões de visualizações no YouTube. Suas canções trazem um toque experimental e libertador para um multiartista.

A faixa “Pisadeira” é um ótimo exemplo disso. Tem uma pegada reggaeton, com um bom piseiro baiano e um tema peculiar: terrores noturnos com a assustadora figura folclórica do título, que segundo a lenda é a responsável pela temida paralisia do sono.

Martte

MARTTE – Foto: Reprodução

Gênero: Pop – R&B/Soul
País: Brasil – São Paulo

MARTTE é cantor e compositor, paulistano, preto e LGBTQIAP+, suas canções abordam temas como amor, aceitação e autoestima.

AMOR É ARTE” é o segundo álbum autoral do artista, e celebra sua existência, seus sentimentos e traz influências de Afrobeats, Música Latina e Brasilidades.

As 10 faixas do álbum, foram selecionadas entre quase 100 composições de MARTTE, produzidas por Gui Morais na Irlanda, remotamente, durante a pandemia, e contou com a participação de artistas brasileiros e estrangeiros.

Isabella Bretz e Rodrigo Lana

Isabella Bretz e Rodrigo Lana
Foto: Reprodução

Gênero: Folk/Acoustic
País: Brasil-Portugal

O novo single de Isabella Bretz e Rodrigo Lana é um convite à imersão nos sentidos humanos, uma verdadeira viagem sensorial.

A música “Sentido“, faz um caminho pelos nossos sentidos, começando pela visão e passando pelo tato, audição, paladar e, finalmente, olfato.

Com uma harmonia incrível entre os vocais suaves e melodias envolventes.

A canção foi construída com dezenas de camadas vocais, nas quais a artista Katerina L’Dokova se uniu à Isabella e Rodrigo.

Lalo Suno

Duo Lalo Suno Foto: Divulgação

Gênero: Pop Eletrônico
País: Brasil – Ribeirão Preto (SP)

O duo Lalo Suno, de Ribeirão Preto, é tipo a personificação da versatilidade, a canção “Do Jeito Q Eu Bem Entender”, revela o quão talentosos e originais são as canções da dupla.

As composições do duo Lalo Suno são reflexões e questionamentos, às vezes nem parece tanto, porque as nuances nos vocais podem facilmente te levar para onde eles quiserem. Chega a ser uma experiência psicodélica.

Seguindo o termo “bedroom pop” ao pé da letra, todo processo de criação é feito dentro de um quarto: composição, gravação, produção, mixagem e masterização das faixas.

Billie Eilish e Finneas, corre aqui!

Madblush

Madblush Foto: Divulgação

Gênero: Electronic – Hip-hop/Rap – Pop
País: Brasil –

Faltam palavras para descrever o quanto a faixa “Criança – OTA Remix“. Uma canção que parece uma máquina do tempo.

Cheia de elementos do eletrônico e que nos transportam para uma super vibe dos anos 80, mas ao mesmo tempo soa fresca e contemporânea.

O underground brasileiro está vivíssimo se depender do setlist do artista “Madblush“.

David Bowie deve estar aplaudindo no streaming do paraíso.

Forte, autêntico, fora dos padrões, contestador e com forte apreço pelo nostálgico-jovial.

Senhoras e senhores… e todes também, por gentileza, streming na lenda!

Dann

Dann Foto: Divulgação

Gênero: Pop
País: Brasil – Belo Horizonte/MG

A música mineira tem um lugar especial — sempre terá — aqui no Cansei De Ser Pop, e o artista Dann é verdadeiramente uma grande estreia no cenário musical.

A canção de lançamento do cantor Dann, tem uma composição coesa, romântica e alegre.

“Bêbado em Karaokê”, conta a história de um garoto apaixonado e desiludido, vagando pelas madrugadas em Belo Horizonte

Trazendo referências dos estilos musicais que tem Karaokê e/ou Voz e violão (característicos dos bares LGBTQIAP+ da capital mineira), a faixa “Bêbado em Karaokê” é recheada de sentimentos e percepções pessoais do artista.

A canção produzida por Felipe Fleury (Clara x Sofia) e Rafael Freitas (Departe); E eleva o nível do pop brasileiro para outro patamar quando o assunto for “hits de estréia”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *