Aquela missão complicada, listar os melhores filmes do ano, com a crise sanitária que vem assolando o mundo, ao mesmo tempo que o entretenimento tem salvado diversas pessoas do tédio e mantendo a sanidade da sociedade, estamos acompanhando crises no mercado, com diversos cinemas fechando, os grandes estúdios estão lançando os filmes em suas próprias plataformas de vídeo.

Os cinemas oferecem uma experiência única para os espectadores, poder compartilhar em um mesmo ambiente as emoções da sétima arte, sempre será única em uma sala de cinema.

Selecionamos as 10 melhores produções cinematográfica lançadas em 2021 para você se

1. Nomadland

Só poderia ser o ganhador do Oscar de Melhor Filme de 2021 a aparecer por aqui, não que sempre concordamos com a lista de vencedores do Oscar, mas Nomadland fez por merecer o destaque na premiação e em nossa lista também, Por quê não?

Já pensou no que aconteceria com a sua vida se você perdesse todos os seus bens nas mudanças loucas do mercado financeiro? Ainda mais agora com a pobreza avançando em uma velocidade absurda, um filme que mostra que a situação é igualmente dura e complicada em outros cantos do mundo se faz necessário. É uma história tão atual e verdadeira que chega ser doloroso acreditar que estamos passando por isso.

2. Meu Pai

Um dos maiores destaques do ano, o filme Meu Pai se destaca principalmente pela interpretação impecável de Anthony Hopkins, o longa também acabou sendo um grande destaques do Oscar deste 2021, Meu Pai é uma daquelas histórias impossíveis de não se emocionar, foram várias pessoas saindo do cinemas aos prantos e outras tentando esconder as lágrimas.

Chega dar um nó na garganta a história de um homem que sofre do Mal de Alzheimer. Um filme forte e muito sensível

3. Homem-Aranha: Sem Volta para Casa

A fama que precedeu todo o lançamento do filme “Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa“, se mostrou real principalmente nas primeiras semanas após o seu lançamento nas telas dos cinemas, quebrando recordes de bilheteria o filme prende a atenção e segue basicamente a história que já conhecemos dos quadrinhos.

O Homem-Aranha decide usar magia para fazer o mundo esquecer de sua identidade secreta, porém ao fazer isso, acaba alterando o espaço-tempo e os vilões de outras realidades acabam vindo parar dentro do MCU. Assim, o nosso herói precisa mandar todos de volta para seus mundo dentro do multiverso, ao mesmo tempo que aprende que “grandes poderes trazem grandes responsabilidades”.

4. Marighella

A primeira experiência de Wagner Moura como diretor de uma grande produção, resultou em um filme de ação com um roteiro perfeito ao retratar com tanta verdade um períodos da história do Brasil que muitos querem esconder, a Ditadura Militar.

Wagner coloca Carlos Marighella (Seu Jorge) como inimigo número um do Regime e mostra como a luta contra a repressão tem que passar certos limites para conseguir, de fato, mudanças significativas.

A centralização da resistência em Marighella e da repressão em Lúcio (Bruno Gagliasso) talvez diminua o peso do que realmente foi a Ditadura, mas isso não compromete a experiência de assistir ao filme.

5. Luca

Em uma animação mais que delicada, a Pixar colocou no mundo “Luca”, uma história de de amizade e coragem para conhecer o novo.

Luca é um monstro aquático que vive em paz com sua família, mas sempre mantendo distância da superfície onde adquire forma de uma criança humana.

Ao descobrir que a vida em solo firme não é tão perigosa, começa a viver aventuras com seu novo melhor amigo, mas a diversão é ameaçada quando os segredos dos monstros podem acabar expostos para toda humanidade.

6. Amor, Sublime Amor (West Side Story)

Um dos maiores clássicos dos cinemas, da literatura e principalmente dos palcos da Broadway ganhou um remake totalmente pensado e dirigido por Steven Spielberg, West Side Story ou em português Amor, Sublime Amor.

A história se passa na Nova York de 1957 e explora a rivalidade entre duas gangues que tentam controlar o bairro de Upper West Side: os Jets, formados por estadunidenses brancos, e os Sharks, grupo de porto-riquenhos e descendentes.

No meio disso, está o amor proibido entre Tony (Ansel Elgort), ex-líder dos Jets, e María (Rachel Zagler), irmã do líder dos Sharks.

A versão atual da produção conta com nomes novatos e veteranos no elenco, como: Ansel ElgortRachel ZeglerRita MorenoDavid AlvarezAriana DeboseBrian D’Arcy JamesCorey Stoll, entre outros.

7. O Novelo

Roteirizado pela maior das maiores, Nana De Castro, O Novelo conta a história de cinco irmãos acabam sendo criados pelo irmão mais velho, após a morte da mãe.

Um dia, já adultos, eles recebem a notícia de que um homem em coma em uma UTI pode ser seu pai. Na sala de espera do Hospital os irmãos mergulham em seus conflitos e memórias e, através do tricô aprendido na infância.

8. Judas e o Messias Negro

O longa protagonizado por Lakeith Stanfield (Atlanta) no papel do informante William O’Neal, que trabalha como oferta do FBI para redução de sua pena na prisão. Para isso, ele deverá se infiltrar na organização para neutralizar o constante crescimento de Fred Hampton (Daniel Kaluuya, de Corra!), um carismático líder.

Assim, o dilema proposto pela trama será de acompanhar se O’ Neal trairá seu alvo ou se seguirá os princípios dos Panteras Negras.

9. Madres Paralelas

Um filme de Pedro Almodóvar com Penélope Cruz, Milena Smit, Israel Elejalde, Aitana Sánchez-Gijón. Como poderia ser mais perfeito?

É mais uma obra clássica, já entrou para história e ficará registrado no Oscar de 2022, quando o trabalho de Almodóvar será premiado.

10. House Of Gucci

Um elenco de peso, com muitos figurinos clamorousos, mas faltou algumas coisa para deixar a obra mais animadinha. Parace que ficou faltando alguma coisa na obra.

O filme conta a história da marca criada pela família Gucci até ela chegar ao topo das passarelas das maiores semanas de moda do mundo todo.

LEIA TAMBÉM: Livro que inspirou o filme ‘Casa Gucci’ é relançado no Brasil

Focado no romance entre Patrizia Reggiani, ex-mulher de Maurizio Gucci, abrangendo três décadas de amor, traição, decadência, vingança e em última instância, assassinato, vemos o que um nome significa, o que vale e quão longe uma família é capaz de ir para se manter no controle.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.