A revista Britânica Time Out, uma das revistas de cultura mais respeitadas do mundo, publicou em seu site sua lista anual com “Os 40 Bairros Mais Descolados Do Mundo” (The 40 coolest neighbourhoods in the world), dentre os 40 bairros listados o Centro De São Paulo, debuta em ótima posição.

Quem mora no centro da maior cidade da América Latina, vive o eterno drama do “amor e ódio“. O bairro que passou de abandonado para o “hype” dos alugueis mais absurdos da região, tenta compensar com atrações, serviços e uma variedade enorme de entretenimento que talvez valha o investimento.

Para os frequentadores do famoso “centrão“, eles já não tem do que reclamar, os prédios decadentes dos anos 1960, foram transformados em espaços culturais, como a Casa Elefante, Caixa Cultura e o Sesc 24 de Maio.

Os bares são atrações que antes da pandemia de covid-19, movimentavam milhares de pessoas em uma só esquina ou até mesmo fechando os calçadões.

Entre os bares citados na publicação britânica estão o Estadão e a Casa do Porco, mas nós vamos incluir o Bar Brahma que tem o melhor chopp da cidade e ilustra bem como as calçadas foram aos poucos se torando espaços de refeições ao ar livre ao som de uma boa musica como na Rua 4 de Abril.

A revista britânica conta a lista dos bairros mais legais do mundo deste ano é baseada nas opiniões dos habitantes locais, e participaram da pesquisa 38 mil pessoas, além de um time de editores e especialistas da revista “Time Out” para avaliar os candidatos.

Os critérios para escolher os bairros foram:

  • uma mistura fascinante de pessoas,
  • comida,
  • bebida,
  • artes e cultura inovadoras,
  • inclusivas,
  • aluguéis e custos de vida acessíveis e
  • aquela agitação difícil de definir que atrai pessoas de todo o mundo.

Olhando por estes pontos, nosso Centrão bem que poderia ter ficado com o primeiro lugar!

Confira a lista completa:

OS 40 BAIRROS MAIS DESCOLADOS DO MUNDO

  1. Esquerra De L’Eixample, Barcelona.
  2. Centro, Los Angeles, EUA.
  3. Sham Shui Po, Hong Kong.
  4. Bedford-Stuyvesant, Nova York, EUA.
  5. Yarraville, Melbourne, Austrália.
  6. Wedding, Berlim, Alemanha.
  7. Shaanxi Bei Lu/Kangding Lu, Shanghai, China.
  8. Dennistoun, Glasgow, Escócia.
  9. Haut-Marais, Paris, França.
  10. Marrickville, Sydney, Austrália.
  11. Verdun, Montreal, Canadá.
  12. Kalamaja, Tallinn
  13. Hannam-dong, Seul, Coréia do Sul
  14. Bonfim, Porto, Portugal.
  15. Ghosttown, Oakland, EUA.
  16. Chula-Samyan, Bangkok, Tailândia
  17. Alvalade, Lisboa, Portugal.
  18. Noord, Amesterdã, Holanda.
  19. Centro, São Paulo, Brasil.
  20. Holešovice, Praga, República Checa.
  21. Lavapiés, Madri, Espanha.
  22. Opebi, Lagos, Nigéria.
  23. Narvarte, Cidade do México, México.
  24. Uptown, Chicago, EUA.
  25. Little Five Points, Atlanta, EUA.
  26. Wynwood, Miami, EUA.
  27. Phibsboro, Dublin, Irlanda.
  28. Nørrebro, Copenhagen, Dinamarca.
  29. Bugis, Cingapura.
  30. Gongguan, Taipei, Taiwan.
  31. Soho, Londres, Reino Unido.
  32. Binh Thanh, Cidade de Ho Chi Minh, Vietnam.
  33. Melville, Joanesburgo, África do Sul.
  34. Kabutocho, Tóquio, Japão.
  35. Porta Venezia, Milão, Itália.
  36. Taman Paramount, Kuala Lumpur, Malásia.
  37. Allston, Boston, EUA.
  38. Bandra West, Mumbai, Índia.
  39. Arnavutköy, Istambul, Túrquia.
  40. Banjar Nagi, Ubud, Indonésia

O que vocês acharam? Nós só achamos que São Paulo devia ter ficado em 1º lugar, mas provavelmente o preço do aluguel não ajudou!

Fiquem bem, usem máscara. Isso é um sinal de respeito.

Foto: Raphael Fernandes
Foto: Mariana Fernandes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *