Ícone do site Cansei De Ser Pop

Espetáculo “A Flor do Meu Bem-Querer” em cartaz no Teatro Renaissance

Após temporada de sucesso, Juca de Oliveira, Rosi Campos e grande elenco reestreiam a peça, a partir do dia 6/8, em São Paulo, no Teatro Renaissance.

O espetáculo “A Flor do Meu Bem-Querer” é uma comédia de costumes de Juca de Oliveira, uma peça humana e extremamente realista, retrata com sensibilidade o contraste entre o homem simples do campo e o corrompido político da capital, com jogo de intrigas e a perfeita carpintaria teatral fazem da peça uma produção sedutora e cativante.

Agora, a montagem volta para uma nova temporada e fica de 6/8 a 30/9 no Teatro Renaissance, em São Paulo, próximo a Biblioteca Mario de Andrade.

A direção dessa nova montagem fica por conta de Léo Stefanini, que também cuida do cenário e interpreta o Senador Zé Otávio. Além de Léo, um grande elenco foi escalado.

Teatro: “A Flor do Meu Bem-Querer”

Elenco completo da peça “A Flor do Meu Bem-Querer” 2022:

Juca de Oliveira como Nhô Roque
Rosi Campos como Dos Anjos
Léo Stefanini com Senador Zé Otávio
Fabio Herford como Chico Lima

Bruna Miglioranza como Vanessa
Natallia Rodrigues como Flor
Daniel Warren como Jacinto
Angela Dippe como Tati (Locução em Off)

Sinopse

Nhô Roque vive o drama da afilhada que engravida do Senador com poucas perspectivas de que o filho seja reconhecido pelo pai. A Fazenda Bem-Querer é vendida e eles têm que sair, o que é em si, uma enorme tragédia. Dos Anjos, como mulher responsável por Flor, potencializa os problemas de Nhô Roque porque o drama da afilhada a atinge com mais força.

O despejo da fazenda é a morte para ela. Flor concebeu um filho que não terá pai, se arrependeu, e sofre a discriminação de mãe solteira num mundo rural ainda conservador. O que fará com o menino sem um teto e sem qualquer trabalho para alimentá-lo?

Gosta de Jacinto, mas ele a rejeita quando o DNA revela a paternidade do Senador. Jacinto é apaixonado por Flor, mas vive o drama da aceitação. Tem medo de que a diferença de cultura entre ambos inviabilize a relação. Concebe um filho com Flor, tem a prova de que o filho é seu, mas sua insegurança o leva a vacilar e adulterar o exame de paternidade para fugir à responsabilidade.

Entre os caipiras até o cachorrinho Pitoco está choramingando pelas desgraças que farejou. O Senador Zé Otávio está numa campanha à reeleição ao Senado, com sérios problemas. Com o dinheiro congelado na Suíça tem poucas chances de realizar uma boa publicidade. É compelido a vender a fazenda da família para fazer caixa.

Além disso, se preocupa com a indiscrição de suas namoradas. Vanessa gasta o dinheiro que lhe resta e se constitui numa ameaça caso os seus namoros venham a público. Tati, a secretária, é discreta, mas pode desandar.

Chico Lima estudou em Harvard, se preparou para a vida profissional e, no entanto, tem de se submeter ao autoritarismo megalomaníaco de um homem insensível e corrupto. Ama Vanessa em silêncio já que ela vive sob a proteção financeira de Zé Otávio.

Vanessa é aviltada na sua relação de amante com o Senador, mantém um caso clandestino com Chico Lima, sem coragem para assumir, e quase morre degolada no elevador do comitê. Enfim, todos em crise, sem nenhuma razão para o riso, para a brincadeira. Todos estão amarrados às suas ansiedades e angústias. A situação é que é paradoxal e, portanto, engraçada. Quanto mais seriamente a comédia foi representada, mais engraçada.

JUCA DE OLIVEIRA E ROSI CAMPOS FALAM SOBRE NOVA PEÇA: 'A FLOR DO MEU BEM QUERER'

Serviço:

“A FLOR DO MEU BEM-QUERER”
Teatro Renaissance
Alameda Santos, 2233 – Jardim Paulista, São Paulo – SP
Duração: 80 min.
Classificação: Livre
Capacidade: 448 pessoas
Temporada: A partir de 06 de agosto até 30 de setembro
Nas sextas-feiras às 21h; Sábados às 19h; Domingos às 17h
Ingressos: A partir de R$ 30,00 (meia entrada)
Obs.: Confira legislação vigente para meia-entrada

Sair da versão mobile