Atriz e dramaturga volta com o espetáculo para um palco italiano depois de testar novos formatos para o seu solo.

Com direção de Clara Kutner, a peça propõe um diálogo com o público por meio de poesia. O espetáculo estreou em 2017 e traz um autobiografia de Ana, em seu primeiro mergulho como autora, falando sobre as experiências afetivas, memórias, dores e descobertas. 

Em cena, Ana, que é também iluminadora, opera a própria a luz, além do som,  promove um encontro franco, direto e amoroso com o público, para quem oferece seus relatos num tom que, apesar de confessional, não deixa entrever os limites entre realidade e ficção e se vale de sua experiência particular para falar do que é universal e reconhecível por qualquer um de nós. 

A peça foi transformada em livro, que saiu pela editora Cobogó em 2018. O livro estará à venda  nos dias da apresentação e o público poderá ter seu exemplar autografado pela atriz e autora.

SINOPSE

A ação de PASSARINHO se passa em um lugar indefinido. Com humor e delicadeza, a atriz divide com a plateia suas próprias memórias familiares, as histórias de encontros e desencontros, amores, desejos, sonhos, e reflexões sobre morte, sexualidade, gênero, amizade e fé. Há ainda uma homenagem aos seus pais – a atriz Dina Sfat e o ator Paulo José.

Serviço

PASSARINHO 
De 6 de fevereiro a 26 de março.
Quinta às 20 horas, no Teatro Eva Herz
Classificação etária: 16 anos.
Valores: R$ 60,00.
Lotação: 166 lugares 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *