A colunista Psicologa Tatiana Torquarto, explica a história do OUTUBRO ROSA, mês importante para conscientização da prevenção ao câncer de mama.

A campanha Outubro Rosa começou nos Estados Unidos e foi ganhando força em vários países pelo mundo. No Brasil, iniciou no ano de 2002, ganhando maiores proporções em 2008 e 2009.

Segundo o INCA (Instituto Nacional do Câncer), o objetivo da campanha é
promover conscientização, informar sobre o câncer de mama, aumentar o
acesso aos serviços de diagnósticos e tratamento, e ainda reduzir a
mortalidade por câncer de mama.

O câncer de mama, é a segunda maior porcentagem de incidência em
mulheres, perdendo apenas para o câncer de pele, que é o maior tanto em
homens quanto em mulheres.

Lembrando que este tipo de câncer pode acometer homens e mulheres
independentemente se sua orientação sexual ou identidade de gênero, por isso, é importante sabermos sobre sua prevenção para menor probabilidade de ter câncer de mama. Lembrando também que ele é mais comum em mulheres, biologicamente falando.

Ilustração/Divulgação

Embora o Brasil esteja com um índice proporcional a países como
Estados Unidos, Canadá e Austrália, na redução da mortalidade por câncer de mama, é preciso investir mais na prevenção em si, e na questão das desigualdades regionais e socioeconômicas, pois é desproporcional e a ocorrência de câncer ainda é bem alta no Brasil.

Ou seja, a mortalidade devido a esse tipo de câncer tem diminuído ano a ano, mas não a sua ocorrência.

Leia o texto na integra no site da Psicologa Tatiana Torquato clicando no botão abaixo!

Por: Tatiana Torquato Lima
Psicóloga – CRP: 06/151299
Especialista em Terapia Cognitivo-Comportamental e
Consultora em Saúde e Educação Sexual.

2 thoughts on “Afinal, como surgiu o Outubro Rosa?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *