fbpx
DESTAQUES MÚSICA

Tanto Faz: Em nova faixa, Kamatos aborda a bissexualidade com pop romântico. Confira!

Publicado em

Tanto Faz: Em nova faixa, Kamatos aborda a bissexualidade com pop romântico. Confira!

A música pop tem sido uma plataforma para artistas expressarem uma variedade de temas em suas letras, abrangendo desde romance, amor e paixão até questões de amor-próprio, aceitação e inclusão LGBTQIA+.

Kamatos, uma das grandes apostas da nova geração do pop nacional, acaba de anunciar seu quarto single intitulado “Tanto Faz (Ele Ou Ela)” – uma faixa que aborda a bissexualidade da artista.

A música lançada na última sexta-feira (23), em todas as plataformas digitais, juntamente com um visualizer disponível em seu canal oficial já encantam pela identidade visual e sutileza de Kamatos para lidar com os mais diversos temas em suas músicas.

Um mergulho na música pop brasileira com influências clássicas

Em continuidade aos seus últimos lançamentos, como “Brisa da Boa“, “Ex Virou Bff” e “Essa Aqui É Pra Você“, o novo single de Kamatos traz uma fusão do pop contemporâneo com elementos de brasilidade e suingue, remetendo aos trabalhos clássicos de bandas como Skank e Natiruts.

A artista destaca que a música celebra o amor em todas as suas formas, sem rótulos, limitações ou questionamentos. É uma canção que retrata sua própria vivência e visão sobre o amor e sua sexualidade.

Uma letra que fala sobre amor além dos rótulos

Na letra de “Tanto Faz“, Kamatos aborda a ansiedade de se encontrar à noite com alguém especial, independentemente de ser um menino ou uma menina.

A música descreve a situação em que um encontro romântico se desenrola e ressalta a ideia de que o amor não deve ser definido por gênero.

Kamatos canta:

“Cabelo raspadin, ele curte um pagodinho/ No carro toca aquela do Exalta/ Mas não falta nada, nada/ Do jeito que ela chega toda gata/ Com essa cara de quem vai ferrar minha vida/ Já já a noite vira e eu vou relaxar/ Meu coração é canto que sempre cabe mais/ Eu caí nesse encanto e não volto atrás/ Não volto atrás, ê/ Não volto atrás, a/ Se for ele ou ela, pra mim tanto faz”.

Amor livre de preconceitos e julgamentos

Kamatos ressalta que o objetivo da música é transmitir a mensagem de que o amor é um veículo de carinho, respeito e conforto, não de preconceito e julgamentos. Ela deseja que as pessoas que ouvirem a música entendam que o amor é livre e que ninguém precisa fazer escolhas.

A artista busca conectar-se com aqueles que compartilham dessa visão e também espera abrir a mente e o coração daqueles que ainda não conseguem compreender plenamente a diversidade amorosa.

“Quero que as pessoas escutem e que entendam de uma vez que o amor é livre. Assim como todas as minhas músicas, quero me conectar com quem acredita no mesmo que eu, e quero, pelo menos tentar, abrir a mente e o coração de pessoas que ainda não conseguem entender que ninguém precisa escolher. Que tanto faz quem você ama e é sobre isso”, conclui Kamatos.

Com uma abordagem musical envolvente e uma mensagem de inclusão, “Tanto Faz (Ele Ou Ela)” promete conquistar os fãs de Kamatos e ampliar ainda mais sua presença no cenário pop nacional.

A faixa reflete não apenas a jornada pessoal da artista, mas também contribui para a discussão sobre diversidade e aceitação na indústria da música e na sociedade como um todo.

Fotos: André Greco/Divulgação

Envie para
um amigo


Seja um apoiador

Ao se tornar um apoiador, você passa a receber conteúdos exclusivos e participa de sorteios e promoções especiais para apoiadores.

Comentários