Assim que surgiu os primeiros casos, surgiram todas as perguntas, a questão é que a população tem tantas dúvidas, quanto a comunidade médica.

No dia 31 de dezembro de 2019 a Organização Mundial Da Saúde (OMS), emitiu um alerta sobre a doença, após ser noticiados pelas autoridades chinesas como uma nova pneumonia na cidade de Wuhan.

Os sintomas são parecidos com o da gripe tradicional, o vírus é uma variação da família “Corona” – já conhecida pela comunidade médica.

Infográfico atualizado em 30/01/2020

A maioria das pessoas infectadas estiveram em um mercado de frutos do mar que também vende animais silvestres vivos, ou em contato com pessoas que estavam na cidade de Wuhan, mas ainda não se sabe ao certo como ocorreu a mutação que permitiu o surgimento dessa nova variação do vírus.

O nome técnico do novo vírus é 2019-nCoV.

Uma pesquisa feita pelas universidades em Pequim e em Wuhan, analisaram 276 genomas de possíveis animais hospedeiros com o mesmo material coletado em pessoas infectadas chegou a conclusão que:

Os resultados de nossa análise sugerem que a cobra é o reservatório de animais silvestres mais provável responsável pelo atual surto de infecção por 2019-nCoV“, conclui o estudo. A transmissão teria começado entre espécies de serpentes e de serpentes para humanos.

Outras pesquisas chegaram a mostrar que o vírus poderia vir dos morcegos, animais que também eram vendidos no mercado.

Os casos de pneumonia são resultado de um novo coronavírus, um tipo semelhante ao da Síndrome Respiratória Aguda Grave (Sars), que infectou mais de 8 mil pessoas e provocou 775 mortes em 2003.

Como acontece a transmissão?

Os coronavírus são transmitidos de pessoa para pessoa pelo ar. Eles infectam principalmente o trato respiratório e gastrointestinal superior de mamíferos e aves.

A maioria dos vírus causa sintomas relativamente leves, mas alguns podem causar complicações e, no caso do coronavírus da China, pode causar pneumonia grave, levando à morte.

Quais são os sintomas do Coronavírus

  • Febre muito alta acima de 39ºc
  • Dificuldade de respirar;
  • Dores musculares;
  • Dores fortes no abdome;
  • Tosse.

Qual o tratamento para coronavírus?

Não existe tratamento específico e oficial para infecções causadas pelo novo coronavírus humano. Na maioria dos casos é indicado repouso e consumo de bastante água, além de algumas medidas adotadas para aliviar os sintomas, conforme cada caso, como, por exemplo: Uso de medicamento para dor e febre (antitérmicos e analgésicos) sob orientação médica.

O vírus é transmitido pelo ar, dependendo do estágio da infecção é recomendado o tratamento em isolamento.

É uma epidemia global?

A principio a OMS disse que não era um caso de alerta internacional, que o problema está controlado na china e que os casos fora do país eram de pessoas que estiveram na região onde os primeiros registros foram feitos.

Nesta segunda-feira (27), a OMS voltou atrás e admitiu a gravidade da evolução do vírus, pelo menos 13 países em 3 continentes já confirmaram casos.

Coronavírus no Brasil

Tiveram algumas suspeitas até agora, mas o Ministério da Saúde descartou 34 dos casos suspeitos do novo coronavírus 2019 n-CoV e mantém 9 dos pacientes que apresentam sintomas da infecção em monitoramento.

Os dados são referentes ao período de 18 a 30 de janeiro de 2020.

Como se prevenir do coronavírus?

  • Evite entrar em contato com pessoas resfriadas, gripadas e claro, com suspeita do vírus;
  • Evite contato com animais selvagens e doentes;
  • Sempre que possível lave as mãos;
  • Use álcool em gel para garantir a higienização das mãos.
  • Se você trabalha área hospitalar, evite ficar sem os equipamentos de segurança.

VOCÊ PODE GOSTAR:

O que você precisa saber sobre antidepressivos
Dicas naturais para aliviar sintomas da depressão
Remédios para sono e ansiedade matam mais que cocaína, diz pesquisa


Exite vacina para coronavírus?

Segundo o jornal Estadão, a China começou a desenvolver a vacina que controle o vírus. O cientista Xu Wenbo, do Centro de Prevenção e Controle de Doenças, disse que a um jornal estatal chines.Já está desenvolvendo uma vacina contra o novo coronavírus. “depois de isolar com sucesso a primeira cepa do vírus”.

Uma notícia um pouco controversa uma vez que cada dia que passa mais aeroportos e transporte publico são paralisados para conter a possível epidemia.

Segundo o portal G1, um grupo de cientistas do Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos (NIH, na sigla em inglês) deverá testar vacinas contra o coronavírus em humanos em até três meses, de acordo com a agência de notícias Reuters.

A vacina será desenvolvida a partir do código genético desta nova mutação do coronavírus, conhecida como 2019-nCOV.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) pediu a cientistas de todo o mundo que estejam estudando o novo coronavírus compartilhem suas descobertas com a instituição mesmo sem a publicação oficial em periódicos oficiais.

Quantas pessoas morreram?

A doença já matou ao menos 170 pessoas desde dezembro, e infectou quase 8 mil em 18 países.

Medidas estão sendo adotadas para evitar que o vírus não se espalhe?

  • Na China, país de origem do novo coronavírus 2019-nCoV, aproximadamente 12 cidades resolveram parar o transporte público.
  • Aeroportos tiveram que reduzir voos e medidas de segurança com os passageiros estão sendo adotadas.
  • Um hospital para tratamento dos infectados está em fase de construção, a obra deve ficar pronto no dia 03 de fevereiro
  • O Ministério de Ciência e Tecnologia da China lançou oito projetos de pesquisa de emergência para ajudar a lidar com o mais recente surto de coronavírus no país. 
  • O governo chinês criou um sistema nacional com informações de pesquisas a respeito da doença.\
  • As comemorações do ano chinês foram canceladas.

Fontes: Links no texto
Atualizado em 30/01/2020

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *