Site icon Cansei De Ser Pop

#freebritney O movimento para salvar a princesa do pop

Você já ouviu aquela história:  “Cuidado com o que você deseja que você pode conseguir?”. Britney Spears é a prova viva que a fama realmente tem um lado ruim. 

Ela cresceu para ser uma grande estrela e sentiu na pele os prazeres e as dores de uma vida superexposta. Britney foi o limite para uma discussão que já estava explodindo diante do número de adolescentes e crianças que, assim como ela, cresceram nessa indústria cruel.

Neste artigo vamos contar um pouco da jornada de Britney Spears.  De uma criança talentosa até a diva pop de números absurdos, e uma legião de fãs ao redor do mundo.

Britney é o exemplo perfeito de como uma vida exposta pelos tabloides pode ser prejudicial para crianças e adolescentes. A mesma mídia que levou a sua carreira para todas as capas de revistas com o título “Princesa do POP”, se virou contra ela expondo sua vida privada como um reality show sem consentimento.

O que é o movimento FREE BRITNEY?

O movimento #FreeBritney (Britney Livre), surgiu nas redes sociais como uma manifestação dos fãs da cantora. A fanbase acredita que o pai da artista, James Spears, a controla e manipula sua vida para que ela esteja frequentemente instável mentalmente. Um dos argumentos é que a cantora sofre chantagens emocionais, sendo ameaçada de ser afastada (mais ainda) dos filhos.

James Spears é o tutor legal da filha desde 2008, período em que Britney teve um de muitos colapsos mentais em sua vida.

A partir de sua primeira internação em uma clínica para pessoas com transtornos mentais, todas as decisões da vida da cantora  passaram a ser controladas pelo pai, inclusive as financeiras, artísticas e pessoais.

Quem é Britney Spears?

Britney Jean Spears, nasceu em 2 de dezembro de 1981, no estado americano de Mississippi. Sua vida artística profissional começou aos 8 anos de idade quando se mudou para Nova Iorque para entrar na indústria do entretenimento.

Sua infância foi projetada para que ela se tornasse uma superstar, e esse projeto se consolidou quando começou a fazer parte de musicais na Broadway e entrou para o Clube Do Mickey.

Aos 16 anos Britney assinou um contrato para lançar 2 álbuns de estúdio com a extinta Jevi Records. Pela gravadora foram lançados os discos “…Baby One More Time” (1999) e “Oops!… I Did It Again” (2000). Só pelo nome dos álbuns sabemos o sucesso e impacto que eles tiveram na música e na cultura pop.

Sua vida nunca foi normal e sua jornada fora do comum estava apenas começando.

O sucesso foi quase que imediato, seus discos e vídeos clipes ganharam diversos prêmios e os números eram surpreendentes. Tudo que envolvia seu nome tornava-se sucesso internacional, as músicas “…Baby One More Time” e “Oops!… I Did It Again” quebraram recordes mundiais de vendas.

No ano de 2001, Spears lançou seu terceiro álbum de estúdio autointitulado, Britney, e mais uma vez recheado de sucessos, números de vendas, ingressos esgotados, indicações a prêmios e mais fama.

Existem várias teorias sobre a carreira da artista, histórias envolvendo sua imagem, seu nome e até sua voz. Tudo que Britney fazia era pensado e calculado para atender a demanda da indústria.

Sua vida dos 16 aos 22 anos foi voltada apenas para o trabalho e com isso um alto nível de exposição, tirando qualquer possibilidade de privacidade e a deixando cada vez mais distante da vida de uma adolescente comum.

O Auge Da Fama!

O termo paparazzi foi glamourizado por muitos anos no mundo do entretenimento, hoje acabou sendo apenas um termo, mas no início dos anos 2000 eles não perdoavam; em uma época onde redes sociais e internet estava começando a expandir pelo mundo, os celulares não tinham câmeras potentes como temos hoje e os fotógrafos e jornalistas de fofocas estavam com os olhares focado no próximo álbum de Britney.

Com 22 anos ela tentava assumir o controle criativo de seu quarto álbum de estúdio, In the Zone (2003), mais uma vez o sucesso e aclamação vieram e, com isso, mais fama, mais visibilidade, mais falta de liberdade e privacidade.

O disco “In The Zone” é listado em diversos sites com um dos “1001 discos para ouvir antes de morrer”. No tracklist do álbum a participação de Madonna, a “Rainha do pop“, colocava mais uma pedra na coroa da “Princesa Britney“.

In the Zone vendeu mais de 10 milhões de cópias no mundo todo e recebeu um grammy de ‘melhor gravação dance’ por “Toxic”.

O Relacionamento Com Justin Timberlake

Justin e Britney se conhecem desde criança, juntos fizeram parte do “Clube Do Mickey“. O relacionamento do casal começou no final dos anos 90 e durou até 2002. Uma relação que virou uma novela narrada pelas revistas de fofocas.

Muitos dizem que o fim do namoro com Justin foi o início de todas as perdas da cantora.  O cantor esteve presente desde sempre na vida e na carreira de Spears, ele era como uma segurança para ela, até por ter crescido no mesmo ambiente de exposição.

Segundo o site da Rolling Stone, Justin teria justificado o fim do relacionamento em uma entrevista a Barbara Walters, afirmando que eles tomaram caminhos diferentes, mas o amor um pelo outro continuava.

“Lembro-me de quando decidimos que seguiríamos caminhos separados, nos sentamos e eu disse a ela: ‘Se houver um momento em que você precisar de mim, pode ter certeza de que estarei lá, porque eu te amo como pessoa e eu sempre amarei você’.”

Alguns veículos de notícias chegaram a especular que Britney teria traído Justin. Os boatos foram desmentidos.

O Divórcio com Kevin Federline

O ano de 2004 foi o início de uma nova Britney Spears. Foi também o ano em que se casou com Kevin Federline, de 28 anos, em 18 de setembro.

Kevin Federline, era um ex-dançarino que tentava emplacar uma música estilo rap, e já tinha dois filhos (um casal) de seu primeiro casamento.

Este também foi o ano que Britney também lançou o disco “Britney Spears: Greatest Hits“, com o melhor de sua discografia. Spears já tinha alcançado um nível tão grande de fama que poderia viver apenas colhendo os frutos do seu trabalho.

Seu primeiro filho, Sean Preston, nasceu um ano depois de seu casamento com Kevin. O segundo filho do casal, Jayden James em 12 de setembro de 2006, em Los Angeles.

Com apenas dois meses do nascimento do seu segundo filho, a cantora entrou com uma ação de divórcio na Corte Superior de Los Angeles, onde também pediu a guarda dos filhos.

Segundo Kevin, ela não conversou com ele, apenas entrou com o pedido de separação. O que resultou em um divórcio com destaques em todos os jornais e revistas do mundo, uma briga pela guarda dos filhos e a sanidade de Britney sendo esgotada.

No documentário Britney: For the Record, de 2008, Britney contou que a única forma de lidar com a megaexposição do fim de seu casamento foi cair na noite.

Durante os anos seguintes , Britney  tentou se posicionar como uma mulher independente, e começou a cair nas noites de L.A, saindo com caras mais velhos, e alguns aproveitadores como Fred Durst, que foi ao jornal no The Howard Stern Show para expor a vida privada que teve com Britney

Quase todas as noites Britney Spears era vista e clicada por paparazzi nas festas de Los Angeles, algumas vezes com sua mais nova amiga, Paris Hilton. Juntas causavam nas festas, bebiam, usavam drogas (elas nunca admitiram, mas amigos próximos, sim) e depois pegavam o carro e seguiam para casa de uma delas, sempre em companhia de centenas de paparazzi.

Os problemas de saúde psicológica: O trágico ano de 2007.

Britney viu em 04 anos sua vida mudar completamente: casou-se com Kevin, expôs sua vida num reality show chamado “Chaotic “, vendeu fotos da vida privada em um website com assinatura de US$25, teve dois filhos, se afundou em drogas e festas.

O ano de 2007 começou totalmente fora de controle para a princesa do pop, logo enfrentaria um processo de divórcio e brigava na justiça pela guarda dos filhos, a essa altura as revistas já a condenava todas as vezes que ela aparecia em público, era ridicularizada nas revistas e pelo público.

Como já não estava em turnê, teve duas gestações muito próximas e problemas com vícios, seu corpo já não era mais o mesmo que a princesa teve no auge dos 20 anos.

Inúmeras vezes, a artista foi ofendida, humilhada sendo chamada de gorda quando tentava andar com seus filhos pelas cidade onde morava.

A cantora era perseguida pela imprensa mesmo quando estava com as crianças, um verdadeiro terror para quem já estava com tantos problemas na vida.

Então, em janeiro de 2007, sua tia Sandra Bridges Covington, a quem a cantora era muito apegada, morreu de câncer.

Em seguida perdeu a guarda dos seus filhos provisoriamente para Kevin. A Princesa do Pop foi ficando cada vez mais exposta e passando por momentos terríveis.

Entre idas e vindas da reabilitação, em uma dessas saídas pegou o carro e dirigiu até a casa de Kevin – ex-marido e pai de seus dois filhos –  em tentativa frustrada de ver as crianças, ao perceber que não conseguiria ver os filhos ela começou a dirigir pelas ruas de Los Angeles, sempre seguida por dezenas de fotógrafos.

No meio do caminho, Britney entrou em um salão de beleza e pediu para que raspasse seu cabelo. As cabeleireiras negaram fazer o que ela tinha pedido, então ela mesma começou a raspar completamente sua cabeça.

Essa é outra parte da vida de Britney que dificilmente saberemos a verdade, algumas pessoas dizem que a cantora estava cansada de ser tocada o tempo todo, por maquiadores e cabeleireiros. Outros boatos dizem que na tentativa de ver os filhos, seu ex-marido Kevin ameaçou fazer um exame de DNA para provar que ela usava várias drogas e assim não veria mais os filhos.

A era “BLACKOUT” e apresentação do VMA.

Seja como for, a cantora mesmo imersa em todo esse caos, conseguiu produzir e compor todo o álbum “Blackout” que logo se tornaria mais um trabalho aclamado pela mídia especializada e premiações musicais.

Com músicas autobiográficas, sucessos como a canção “Piece Of Me” falavam sobre a obsessão da imprensa em sua vida.

Eu sou a Srta. ‘Você quer um pedaço de mim? ‘
Tentando, e me irritando.
Bem, entre na fila com os paparazzi que estão me enlouquecendo.
Esperando eu fazer uma confusão, e acabar com um acordo no tribunal
Agora, você tem certeza que quer um pedaço de mim?
(Você quer um pedaço de mim?)”

Na premiação da MTV, o “Music Awards 2007”, a artista fez a performance de “Gimme More” e “Piece Of Me” que serviu para alimentar os tabloides.

Neste dia, tudo começou errado, antes de entrar no palco a comediante que fazia a apresentação da cerimônia, fez a chamada para a performance da cantora como “A mãe dos dois errinhos mais fofos do mundo”. Quando começou a cantar ela estava completamente perdida e dessincronizada com os bailarinos.

O playback foi uma questão à parte, já que a cantora usa o recurso com muita frequência.

Apesar disso, a apresentação serviu para alavancar as vendas dos singles, mas não agradou nem a própria cantora que após o evento se trancou em um dos banheiros do hotel onde acontecia a premiação e começou a chorar descontroladamente.

Surto Televisionado

No dia 04 de janeiro de 2008, Britney estava em sua mansão em Los Angeles com seus filhos para uma visita que fazia parte do acordo de guarda compartilhada com seu ex-marido, Kevin Federline.

Segundo fontes do site TMZ, neste dia eles tiveram uma discussão sobre os horários de visita dos filhos. 

Porém, na hora de entregar as crianças para voltarem a casa do pai – que até hoje detém a tutela dos filhos – Britney simplesmente se recusou a deixar os filhos irem, se trancou no banheiro e ficou por três horas.

Mais um escândalo estava pronto. Em frente a casa da cantora tinha diversas viaturas da polícia, ambulâncias, seis helicópteros e centenas de fotógrafos.

Quando finalmente cedeu, Britney saiu de sua casa presa em uma maca para ser internada em uma clínica de reabilitação. Porém a internação durou apenas 24 horas e mais um drama de sua vida era estampado nas revistas e jornais.

Em 31 de janeiro, a artista fez mais um check-in na clínica Harbor Ucla Medical Center de Los Angeles, desta vez de forma voluntária.

No dia seguinte, Jamie Spears, pai da cantora fez o pedido de tutela provisória e foi nomeado tutor da vida pessoal, finanças e da marca “Britney Spears”. No primeiro momento isso pareceu a coisa mais sábia que aconteceria na vida da artista em muitos anos.

A princesa renasce das cinzas

Paralelo a todos os problemas pessoais, os trabalhos estavam a todo vapor, após dois meses a sua internação voluntária, foi ao ar a participação de Britney no episódio da série “How I Meet Your Mother”.

Esse foi o primeiro sinal de melhora da artista, os fãs celebraram sua participação na série, o episódio se tornou o mais assistido.

Algumas visitas foram estendidas, a cantora passou a ter mais tempo com os filhos, mas isso só foi possível  a meses de negociações com Federline e seus advogados.

No VMA de 2008, ela estava impecável e ganhou 3 astronautas de prata na mesma noite, em seguida lançou o documentário “Britney: For the Record”, e fechou o ano com o lançamento do disco “Circus”.

De março até setembro de 2009 aconteceu a turnê  “The Circus Starring: Britney Spears”, com o grupo “Pussycat Dolls” como atração convidada para abrir os shows. Apenas com os shows da nova turnê a cantora faturou aproximadamente US$ 131,8 milhões somente nos Estados Unidos, e tornou-se a quinta maior bilheteria de turnês do ano. 

A tutela de Britney que seria provisória e reavaliada um ano após o surto de janeiro de 2008, foi prorrogada.

Trabalhos realizados por Britney Spears durante os anos em que esteve sob tutela do pai.

LEIA TAMBÉM:
Britney consegue primeira vitória contra o pai na Justiça

Justiça para Britney Spears

Com todas as informações que coletamos em diversas fontes para construção deste artigo, uma questão sempre fica sem resposta. Qual a razão de uma mulher capaz de produzir tanto dinheiro, apenas pelo fato de existir está há 12 anos sob tutela do pai e advogados?

Recentemente o jornal americano ‘The New York Times‘, produziu em parceria com a plataforma de streaming ‘Hulu’, um documentário baseado em depoimentos de pessoas próximas a cantora com o objetivo de explicar o surgimento do movimento #FreeBritney.

No Brasil você pode conferir o documentário através da plataforma Globoplay.

Imagens: Reprodução
Este artigo contou com a colaboração de aproximadamente 8 pessoas para ser produzido.
Compartilhe com seus amigos e ajude nosso trabalho.

Sair da versão mobile